Talline Sapatilhas
Uncategorized

O momento do banho e sua importância no desenvolvimento dos nossos filhos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Aqui em casa a hora do banho é uma alegria só! Sempre fizemos desse momento algo prazeoso para a Fernanda, além de um momento aonde podemos nos sentir e interagir.
Desde recém nascida ela toma banho de chuveiro comigo e com o pai e na banheira sempre estimulamos o contato e as descobertas. 
Acho que acabava sendo uma brincadeira para nós e para ela além do brincar tinha a atenção e o carinho exclusivo também.
Há alguns dias a a J&J nos convidou para um evento aonde lançou sua nova forma de Marketing, focando um pouco menos nos produtos e muito mais no contato entre os pais e filhos na hora do banho e eu adorei saber que isso pode ser tornar mais evidente através de uma marca conhecida e reconhecida mundialmente.

A Johnson & Johnson, líder e especialista em cuidados com a pele e cabelo do bebê, lançou uma extensa e nova pesquisa (JOHNSON’S® Global Baby Bath Time Report) com mais de 3.500 pais de sete países, incluindo 484 do Brasil, sobre a importância do ritual do banho na rotina dos bebês. Esse momento lúdico e de relaxamento é ideal para estreitar a relação entre pais e filhos, aumentar o estímulo cerebral e ajudar na formação cognitiva. As vantagens da troca de carinho na hora do banho se estendem também aos pais, que têm a chance de compartilhar um momento especial do dia exclusivamente com o seu bebê.
A pesquisa JOHNSON’S® Global Bath Time Report foi realizada em novembro de 2014 pela Harris Poll em plataforma online. Os países participantes – Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, China, Índia, Filipinas – somaram 3.574 entrevistados, todos maiores de 21 anos e pais de crianças de 0 a 3 anos.

Separei para vocês alguns pontos importantes dos resultados da pesquisa. Olhem que legal:
COMO OS PAIS EM DIVERSOS PAÍSES ENCARAM A IMPORTÂNCIA DO RITUAL DO BANHO, SEGUNDO A PESQUISA GLOBAL

·A maioria dos pais acredita que a hora do banho é um momento especial com seu filho (89%) e um dos melhores momentos do dia junto com eles (84%).
·Porém, mais da metade dos pais (58%) diz que o ritual do banho não é de extrema importância para o desenvolvimento cerebral do bebê. Entretanto, inúmeras pesquisas sugerem que as experiências vividas no banho aumentam os estímulos sensoriais e psíquicos. Por exemplo, brincar com a água faz com que o bebê aprenda sobre causa e efeito.
·Mais da metade das mães (51%) dizem que o cheiro do seu bebê depois do banho faz com que ela queira continuar segurando-o.
·61% dos pais de recém-nascidos de primeira viagem afirmam que após dar banho no filho sentem-se felizes por serem pais.
·55% dos pais dizem que a hora do banho é uma oportunidade para se conectar com o seu bebê.
·O cheiro pós-banho gera sentimentos positivos, especialmente entre as mães. 48% delas acredita que o cheiro do bebê depois do banho é o melhor do mundo.
·65% dos pais fazem o ritual do banho antes de preparar os filhos para dormir.
·91% dos pais acreditam que a hora do banho é muito mais do que apenas deixar o filho limpo, é um momento importante para estreitar os laços familiares.
CURIOSIDADES RELEVADAS NA PESQUISA
Que os brasileiros estão entre os que mais prezam pela limpeza e higiene no mundo, não é nenhuma novidade. Mas a pesquisa mostra que esta realidade vem de berço, apontando que o Brasil lidera o ranking dos países onde os bebês tomam mais banho. Confira outras descobertas que comparam hábitos dos brasileiros com outras nacionalidades incluídas nas entrevistas.
·Entre os países pesquisados, os brasileiros (60%) são os que possuem maior chance de considerar o primeiro banho dos filhos um evento memorável, em comparação com a média global (45%).
·No Brasil, a média de banho das crianças é do que no resto dos países pesquisados, a média é de 10 banhos por semana. A China tem a menor média, apenas 4 por semana.
·Mais de um terço dos pais brasileiros (35%) dá mais de 14 banhos semanais em seus bebês.
·O tempo de banho no Reino Unido é o mais longo, com uma média de 26 minutos. No Brasil, esse período é de 21 minutos.
·Os pais brasileiros são os que tem maior probabilidade de recorrem ao banho para tentar acalmar seus filhos. O resultado do país é de 46%, contra 25% dos outros.
·58% dos pais brasileiros acreditam que dispositivos eletrônicos, como celulares e tablets, frequentemente tiram sua atenção de seus filhos.
·Na China, 3% dos pais acham que o banho não é nada importante para o desenvolvimento cognitivo da criança e outros 36% acham pouco importante. No Brasil, esses números são 2% e 12% respectivamente.
DESTAQUES DAS REGIÕES BRASILEIRAS
Mesmo dentro do Brasil, os resultados variam de acordo com a região. Conheça mais algumas particularidades identificadas pela pesquisa que entrevistou 484 pais de diferentes regiões do país.
·93% dos pais do Sudeste acreditam que o banho é uma boa oportunidade para estimular os sentidos do bebê.
·63% dos pais de São Paulo dizem que raramente ou nunca usam dispositivos eletrônicos durante o banho.
·97% dos pais no Sul acham que dar banho é muito mais do que apenas deixar os filhos limpos.
·90% dos pais do Norte e Nordeste concordam que os efeitos sensoriais do banho, como cheiro do bebê e do produto usado nele, persistem por bastante tempo.
·58% dos pais do Sudeste, Norte e Nordeste dizem que o cheiro de seus bebês depois do banho é o melhor do mundo.
A importância do olfato e do toque para o desenvolvimento cerebral
O olfato é um dos sentidos mais importantes para o ser humano. Antes mesmo de nascer, por volta da 28ª semana de gravidez, os bebês já conseguem sentir cheiros. Após o nascimento, eles começam a relacionar cheiros com diferentes objetos, palavras, lugares e pessoas. Os bebês reativam essas “associações aprendidas” sempre que sentem o cheiro novamente, proporcionando uma experiência rica em pensamentos, memórias e sentimentos.
      
Experiências que estimulem os sentidos são fundamentais para determinar a forma como o cérebro vai se desenvolver. Interações estáveis e amorosas com adultos promovem um desenvolvimento cerebral mais saudável. A pesquisa mostrou que para diversos pais o banho é um evento familiar e em 25% disseram que a tarefa de dar banho é responsabilidade conjunta dos pais.
Outro dado importante da pesquisa é como os bebês podem aprender na hora do banho. Brincar com as bolhas podem fazer com que o bebê desenvolva coordenação e descubra que existem coisas que existem, mas não podem ser tocadas. Os elementos presentes no banho fazem com que as descobertas dos bebês se tornem diárias.
Os primeiros vínculos amorosos do bebê são formados através do toque. Esse contato corporal é a base emocional para o desenvolvimento. Uma rotina de massagens é extremamente vantajosa para o bebê, pois pode comunicar emoções diferentes, dar a sensação de segurança e construir uma relação de afeto profundo. A pesquisa mostrou que os bebês que recebem massagens regularmente fazem contato visual com mais frequência, falam e riem mais e demonstram melhoras no sistema neuropsicomotor.
Estudos demonstram que a combinação de banho e massagem podem melhorar o desenvolvimento psicológico, cognitivo, emocional e social. Comprovando que momentos simples, de carinho e atenção com os bebês podem representar grandes estímulos durante os primeiros anos de vida.

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo