Talline Sapatilhas
Uncategorized

Lavando a roupa dos bebês! Mitos e verdades.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Há alguns dias estivemos a convite de Comfort em um evento lindo e cheiroso! E sendo sincera o tal evento mudou muita coisa por aqui! 
Vocês que me seguem sabem o quanto sou alérgica e com isso até a lavagem de roupa pode me causar crises. Quando fui lavar as roupinhas da Fernanda pela primeira vez tudo foi lavado separado das nossas roupas e com sabão e amaciante especiais para bebê e assim seguiu até ela completar um ano, quando passei a lavar como as nossas, apenas com sabão de côco e sem amaciante, mas confesso que sinto uma falta danada da maciez e cheirinoh que só o amaciante deixa nas roupas, quer dizer, sentia falta! Depois de conhecer e testar o Comfort Puro Cuidado as coisas mudaram por aqui!
Quer saber o que é mito e o que é verdade sobre a lavagem de roupas de bebês e pessoas com peles sensíveis?

Muitos médicos aconselham que as roupas dos bebês sejam lavadas apenas com sabão de coco. Segundo pesquisas para entender o que de fato é falado sobre o sabão de coco, amaciante e sobre a lavagem das roupas dos bebês em geral, percebemos que o uso do sabão de coco é recomendado, pois acredita-se que ele é neutro e sem produtos químicos.  Porém, se analisarmos a composição do sabão de coco (ou a lista de ingredientes dos rótulos), independente do formato, veremos que ele tem ingredientes químicos e também adição de perfume, além de não ter um pH neutro.
A grande preocupação dos médicos é quanto aos ingredientes (fragrâncias, corantes, possibilidade de deixar resíduos), que, em contato com a pele do bebê, poderiam causar algum tipo de irritação ou alergia. Assim, o importante é que os produtos utilizados nas roupas dos bebês sejam dermatologicamente testados, tenham endosso pediátrico e possuam fragrâncias suaves e delicadas, que garantam a maciez e suavidade que esse público necessita.
Em geral, os médicos não recomendam o uso de sabão em pó, alvejante e amaciante nas roupas dos bebês. É importante que as mães procurem produtos que tenham testes dermatológicos que comprovem o uso seguro em roupas de bebês ou pessoas de peles sensíveis. A grande preocupação dos médicos é quanto aos ingredientes (fragrâncias, corantes, possibilidade de deixar resíduos) que podem causar algum tipo de irritação ou alergia na pele dos bebês. Ao usar um produto dermatologicamente testado que é seguro para ser utilizado em roupas de bebês, esta preocupação é totalmente reduzida.        
Ainda há um desconhecimento entre a finalidade do uso de sabão, alvejante e amaciante. Cada produto tem a sua função, e todos são importantes e complementares para o processo de lavagem. O sabão tem a função de limpar sujeiras em geral, e o alvejante é indicado para a limpeza de uma mancha mais específica. No caso do amaciante, ele é importante para alinhar e amaciar as fibras do tecido, agindo como uma condicionar para as roupas.                                                                                      
O vinagre é frequentemente indicado como amaciante, pois não tem componentes químicos, não deixa cheiro e é considerado ecologicamente correto.
O vinagre tem a mesma característica química do amaciante, um pH ácido. Como a maioria dos sabões tem um pH mais elevado, a função dessa acidez é deixar a solução de lavagem com o pH mais próximo do neutro, o que favorece a redução de resíduos nas roupas.  O que difere o amaciante é que ele, além de um pH ácido, tem em sua formulação ingredientes que interagem com as fibras deixando-as alinhadas e consequentemente macias e com um perfume agradável.
Existe o questionamento de até quando é necessário lavar a roupa do bebê só com sabão de coco.
As roupas dos bebes não precisam ser lavadas apenas com sabão de coco. O importante na lavagem das roupas dos bebês é utilizar produtos que também sejam dermatologicamente testados e que tenham segurança comprovada para o uso. O amaciante é fundamental para alinhar e amaciar as fibras do tecido, atuando como um condicionar de roupas.
Não existe um tempo determinado para parar de usar produtos específicos para roupas de bebês, até porque, no caso de Comfort Puro Cuidado, além do uso nas roupas de bebês, o produto é seguro para ser usado por pessoas com pele sensível, independentemente da idade. E também é recomendado para pessoas que querem fragrâncias mais suaves, já que sabemos que 30% da população brasileira alega que preferem fragrâncias suaves.
Não é claro para as mães se elas podem ou não usar amaciante nas roupas do bebê.
Assim como a pele e o cabelo dos bebes, as roupas por eles utilizadas precisam de um cuidado especial, pois durante o processo de lavagem, as fibras dos tecidos se desgastam naturalmente e ficam desordenadas (com aquele aspecto de ásperas/duras). O uso do amaciante deixa as fibras mais alinhadas e macias, suavizando o atrito entre a roupa e a pele dos bebês. O cuidado a ser tomado neste caso é utilizar produtos dermatologicamente testados, com comprovação hipoalergênica e de preferência com fragrância suave.
Mães acreditam que os bebês não gostam/se incomodam com cheiro dos amaciantes.
O mercado de amaciante tem a comunicação fortemente focada no perfume, principalmente na intensidade e na duração que ele deixa nas roupas.  As mães que utilizam estes amaciantes em suas roupas já conhecem esta intensidade. O ideal é que a fragrância seja leve e própria pra este tipo de produto, focado nos pequenos.
Existe dúvida sobre como a roupa do bebê deve ser lavada: 
– Produtos que podem ser usados;
– Onde a lavagem deve ser feita, no balde ou na máquina;
– Se as roupas dos bebês devem ser lavadas separadas do resto das roupas da família.
O importante é buscar produtos que tenham testes dermatológicos comprovados em uso em roupas de bebê. A principal função do sabão, como todo detergente, é limpar e remover a sujeira. Neste processo de limpeza, a roupa pode ficar mais áspera, e o uso de um amaciante é fundamental para alinhar e amaciar as fibras do tecido.  O amaciante atua como um condicionar de roupas.
Para a lavagem de roupas (se tanque ou máquina), é importante que as instruções das etiquetas das roupas e a dosagem dos produtos sejam seguidas corretamente, e a mãe pode utilizar o processo que ela achar mais conveniente. A recomendação é lavar as peças na máquina para garantir um enxágue mais eficiente. Além desta, outra recomendação é que as roupas dos bebês, principalmente nos primeiros meses, sejam lavadas separadamente dos adultos da casa, evitando o contato da sujeira, suor e outros tipos de resíduos com as roupas dos bebês.
Mães relatam que o uso de amaciantes aumenta as chances do bebê ter alergias respiratórias e dermatológicas.
O ideal é que o produto não possua corante e perfume encapsulado, seja testado (incluindo o teste hipoalergênico, para comprovar a eficácia e segurança do produto)e aprovado por médicos, dermatologista e pediatra. 
O produto não apresenta potenciais de irritabilidade e sensibiliza
Uso de sabonete de bebê é recomendado para perfumar as roupas.
A tecnologia do sabonete foi desenvolvida para ser utilizada em pele, e todo o benefício de perfume e hidratação é para a pele. Para perfumar as roupas do bebê, é importante que a mãe busque um amaciante que entregue um perfume mais suave.
Indicação de “enxaguar muito” quando usar amaciante.
Enxaguar bem as roupas é realmente necessário, mas não só porque usou o amaciante, mas também para garantir que ingredientes do sabão, que já fizeram seu papel de limpeza, não fiquem nas roupas, deixando-as mais duras. Assim, a indicação de enxágue é essencial para que, qualquer resíduo, que não foi desenvolvido para ficar nas roupas, seja ele do sabão ou do amaciante seja removido. O importante para evitar excesso de resíduo é que as recomendações de dosagem e uso sejam seguidas corretamente.
O uso de sabão próprio para roupas de bebê dispensa o uso de amaciantes.
Tanto o sabão quanto o amaciante são necessários e complementares, pois cada um tem uma função. O sabão tem a principal função de limpar, enquanto o amaciante tem a principal função de alinhar as fibras dos tecidos, deixando-as mais macias. Análises mostram que um bebê pode virar cerca de 12 vezes em uma hora quando está dormindo, portanto, é necessário que os tecidos em contato com a pele dele estejam macios para evitar que atritos causem irritações na sua pele. O amaciante é como um condicionador para as roupas.
Dúvidas sobe o cuidado necessário com a roupa da mãe durante a gravidez.
Durante a gravidez, o corpo da mãe passa por diversas alterações. A pele pode ficar mais sensível, a intolerância por produtos com muito perfume também aumenta. Por isto, nesta fase é importante procurar produtos que tenham perfume suave e que não irritam a pele. 
As mães devem ter uma preocupação especial com as roupas que elas usam enquanto estão cuidando de seus bebes?
Mesmo tendo vários mitos e barreiras em torno de não usar amaciante nas roupas dos bebês, ao nascer, eles já estão em contato com roupas lavadas com amaciantes. O lençol da maternidade, a roupa da mãe, a roupa das visitas, lençol da cama dos pais. Sempre que alguém pegar o bebê no colo ou deitá-lo em algum lugar, a pele dele estará em contato com o tecido lavado com amaciante.
Deste contexto, concluímos que o amaciante não é o grande vilão, uma vez que pelo próprio meio ele já está em contato com o produto. E que, se nos preocupamos em ter um cuidado especial com produtos especialmente desenvolvidos e testados para as roupas dos bebês, também é aconselhável que a mãe, que fica em contato direto com este bebê, também use produtos especiais em suas roupas.  
Como devemos lavar as roupas do bebê?
Não existe uma regra específica para lavar as roupas do bebê e sim recomendações. Normalmente recomenda-se não misturar as roupas dos bebes com as do restante da família. Para a lavagem de roupas (se tanque ou máquina), é importante que as instruções das etiquetas das roupas e a dosagem dos produtos sejam seguidas corretamente, e a mãe pode utilizar o processo que ela achar mais conveniente. Ao optar em lavar na máquina, faça a lavagem só com roupas do bebê (como as trocas são muitas, é fácil encher a máquina) e use saquinhos de tecido (ou fronhas) para proteger a roupa, pois algumas podem ser um pouco mais delicadas (gorros, luvas). Caso as roupas precisem ficar de molho devido a alguma mancha, aplique sabão líquido no local e depois esfregue ou coloque diretamente na máquina. Evite também deixar a sujeira secar. Assim que sujar, já coloque de molho.  A recomendação é lavar as peças na máquina para garantir um enxágue mais eficiente.
Qual sabão devo usar? Neutro mesmo ou algum especial indicado para bebê?
O importante na lavagem das roupas dos bebês é utilizar produtos dermatologicamente testados e que tenham segurança comprovada para o uso em roupas de bebês.
Como tiro uma mancha da roupa do bebê?
Se a roupa do bebê tiver alguma mancha, faça aplicação direta do sabão líquido na mancha e, se achar necessário, esfregue com as mãos ou coloque direto na máquina seguindo a recomendação de dosagem do fabricante. Evite também deixar a sujeira secar. Assim que sujar, já coloque de molho.
Outras dicas:
  • ·A pele dos bebês é muito sensível, por isso, a primeira dica é lavar todas as peças antes do primeiro uso.
  • ·Não misture as roupas de bebê com qualquer outro tipo de roupa na hora da lavagem.
  • ·Para a lavagem, escolha Omo Roupas Delicadas, que possui menos aditivos químicos e é específico para roupas de bebê. Sua fórmula é hipoalergênica e dermatologicamente testada.
  • ·Use a dosagem recomendada do produto. 
  • ·Lave as roupinhas no ciclo especial para roupas delicadas e use protetores para peças muito pequenas ou que podem estragar com mais facilidade como as luvinhas, as meias, os sapatinhos de tricô, os gorrinhos, etc. Uma solução de improviso é colocar as peças dentro de uma fronha.
  • ·Prefira lavar as peças na máquina para garantir um enxágue mais eficiente. Se for possível, programe uma etapa extra de enxágue para garantir uma roupa limpa e bem enxaguada.

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo