Talline Sapatilhas
Uncategorized

Como agir em caso de engasgo!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×


A maioria das mamães morre de medo dos filhotes engasgarem e quando isso acontece muitas vezes o desespero não nos deixa reagir!

É importante manter a calma caso isso aconteça e saber que existem formas de reverter o caso.

Ao engolirmos os alimentos, ele deverá passar pelo esôfago (via digestiva) e em seguida ir para o estômago, mas algumas vezes ele faz um caminho diferente, ou seja, ele ameaça entrar pela traquéia (entrada de ar para o pulmão) e é ai que o engasgo acontece.
   
Algumas medidas podem evitar um possível engasgo:
      
-Nunca deixe objetos pequenos ao alcance das crianças. 

– Após amamentar, deixe o seu filho em pé, por 15 minutos evitando assim que ele se engasgue com o ar.

– Após 15 ou 20 segundos do início da mamada, tire a boca do bebê do seu peito, para que se recupere do cansaço inicial. Assim ele aprende a coordenar a deglutição com a respiração.

– Respeite o tempo certo de introduzir novos alimentos na dieta do seu filho. Antes dos 6 meses por exemplo a criança não está preparada para alimentos mais grossos que o leite.

– Nunca entregue na mão da criança um alimento que possa se desprender em pedaços grandes na boca, como salsichas, cachos de uvas, pães, bolachas;

Se mesmo tomando todos os cuidados seu filho engasgar, mantenha a calma e passe a agir com cautela e segurança:

Se perceber que a criança está respirando apesar da dificuldade não tente tirar o corpo estranho, porque ele pode ir para um ponto onde nem a passagem parcial de ar vai existir. Vá para o hospital.

Em casos extremos, se você não conseguir uma ajuda de emergência e a criança não estiver respirando e arroxeada, alguns procedimentos de emergência, indicados por especialistas, podem ajudar.

Veja a seguir as manobras que podem ajudar na hora do engasgo:


Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo