Talline Sapatilhas
Uncategorized

Mãe em tempo integral!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Sabe quando você muda de idéia, e aquilo que você planejou a vida toda parece não fazer sentido?
Aconteceu comigo!

Eu sempre disse desde mocinha que jamais iria deixar de trabalhar, ter o Meu dinheiro para cuidar da casa, limpar, lavar, cozinhar, cuidar de marido e de filho o dia todo!
Eu só disse! Na prática a realidade foi outra e por opção minha!

Quando me casei trabalhava na mesma empresa que o meu esposo e por regras internas um teria que sair e foi eu quem deu tchau aos colegas de trabalho e dia-a-dia!
Casamos e decidimos que eu ficaria em casa alguns meses para poder descansar e colocar ordem na vida nova e na casa nova.
O combinado era que em Janeiro do ano seguinte eu iria voltar a trabalhar mas em novembro descobrimos que seriamos papais. Estávamos grávidos e isso mudaria o rumo da história!
Nao dava pra voltar a trabalhar, primeiro pq fica muito mais dificil conseguir um emprego com a empresa sabendo que vem um baby por aí e segundo pq o combinado é que quando tivessemos um filho eu ficaria um ano em casa acompanhando o crescimento do baby, ou seja, voltar agora pra sair dentro de alguns meses não seria nada legal, então estava decidido: Eu cuidaria do nosso baby por um ano e aí sim voltaria ao trabalho!

Tive uma gestação mega tranquila e adorava ficar em casa, deixar tudo com a nossa cara e do meu jeitinho! Tive tempo pra curtir meu barrigão e arrumar o ninho pra receber a pequena princesa que tornaria tudo mais cor-de-rosa.
A Fernanda nasceu e eu me tornei uma mãe coruja, mega apegada e ciumenta rs!
O tempo foi passando e tive o prazer de ver minha gatinha engatinhar pela primeira vez, falar suas primeiras palavras, dar seus primeiros passos e descobrir o mundo e isso me encantava.
Acredito que se tivesse no trabalho e alguém me ligasse dizendo: Geisa a Fe andou! Eu ia chorar dias por não ter sido a primeira a ver! Sobreviver eu iria sobreviver mas que ia sentir um ponta de inveja pro resto da vida, isso eu iria!
Eu amamento a Fernanda até hoje! Até tentamos inserir complemento quando ele completou 6 meses, apenas pra termos a comodidade de poder sair e deixa-la com a vovó sem que ela sentisse fome, mas não rolou, a Fernanda não curtiu a mamadeira, assim como nunca pegou a chupeta! Então fico me imaginando no trabalho e ela querendo o “pepê”… tadinha da minha tico.

Por estas e outras eu fui ficando em casa!
Caso uma oportunidade de ouro surgisse minha mãe iria cuidar da Fefe com todo carinho do mundo, mas no fundo eu não queria e não quero deixar a Fernanda agora!

Ela completou um ano, o prazo que nos demos acabou mas a decisão foi permanecer em casa com a pequena por mais um tempo. Ela ainda tem tanto pra descobrir e aprender e eu ainda tenho tanto pra ajudar a acompanhar!

Claro que tudo tem o lado bom e o lado não tão bom assim!
A Fe é mega apegada em mim, dar uma saidinha rápida só rola se a vovó (que mora conosco) parar tudo pra ficar brincando com ela, outra pessoa não dá conta do recado!
Outro ponto que pesa muito é o financeiro! Eu poderia estar trabalhando e ganhando um dindim a mais que ajudaria muito e isso é a pior parte, pq faz falta! Mas estamos nos revirando e virando, quebrando a cabeça e nos desdobrando para dar conta do recado!

Se eu pretendo voltar a trabalhar? Sim! Mas os projetos são outros!
Hoje eu tenho a Gê’sCake, meu ateliê de cupcakes aonde faço o que gosto e ainda ganho um dindim. Meu esposo tem a Simtor que está crescendo e logo vai precisar de uma secretária e essa serei eu rs!
Trabalhar fora, 12 horas por dia, 5 dias por semana, sem chances pelo menos por enquanto!

Agora não venha me dizer: Que moleza, parou de trabalhar pra cuidar da filha e só!
Pq eu te garanto que cuidar de uma criança, de um marido e de uma casa dá muito mais trabalho do que acordar cedo e voltar cansada no final do dia! (Mamãe querida, hoje eu dou ainda mais valor a cada coisinha que vc fez por nós enquanto crescíamos ali do seu ladinho comendo bolinho de chuva fresquinho no café da tarde com a casa cheirando limpeza)

Quanto a escolinha: Decidimos esperar mais um pouquinho, ou um poucão e isso é assunto pra outro Post!

Por fim afirmo, aquela pessoa que nunca iria cuidar da casa, do marido e de filhos o dia toda, agora é dona de casa, esposa e mãe em tempo integral e não se arrepende disso! Peguei gosto pela coisa e é isso que quero pra mim!

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo