A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Variedades

Animal de estimação : Comprar ou Adotar?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Ter um animal de estimação é mega legal, mas como chegar ao animalzinho certo para sua família? Comprando ou adotando?


Quem nos acompanha nas redes sociais viu que agora temos uma baby dog aqui em casa!

Como recebi bastante crítica por ter comprado e não adotado um filhote e também algumas perguntas, resolvi compartilhar com vocês tudo que nos influenciou nas escolhas e nossas pesquisas, até chegarmos a Amora!

Como foi por aqui:

Antes de mais nada: A nossa Amora foi muito, muito mesmo, desejada pela Fernanda, que há muito tempo nos pediu uma cachorrinha!
No aniversário dela, eu e o marido, decidimos deixar a dinda presenteá-la com uma amiga pet. Na realidade, há algum tempo já estávamos considerando aumentar a família com uma animalzinho, mas sempre adiávamos por falta de coragem, a dinda foi apenas o empurrão que faltava!

Eu, à princípio, queria adotar um cachorro, fomos em algumas feiras de adoção, mas a minha insegurança não me deixou trazer nenhum dos pequenos para casa!
Deixa eu explicar: Sempre tive cachorro, desde pequena, eram todos da raça Basset, o famoso salsicha! Quando o último deles faleceu, eu tinha 16 anos e passamos longos anos sem nenhum dog, até que um dia, às vésperas do meu casamento, meu marido e meu pai, que saíram para comprar pão, voltaram para casa com um filhote, que pegaram na rua, todo machucadinho, doente e com sinais de maus-tratos. Levamos a veterinária e acabamos adotando o filhote SRD (sem raça definida) que a primeira veterinária disse que ficaria de médio porte.
Alguns dias depois, quando o amor já havia se instalado, ao visitarmos uma segunda veterinária, ela disse que ela era resultado de uma mistura de Labrador com Pit Bull, e que ficaria bem grande, e foi o que aconteceu!
Ele morava com meus pais e quando fomos embora para Londrina, ele tinha uma espaço imenso para correr e brincar…mas quando voltamos, o espaço do apartamento não seria saudável para ele. Com dor no coração tivemos que doar o nosso Rufus! Sabíamos que ele ficaria bem, seria amado e bem cuidado, mas confesso que só de falar eu choro!
Daí veio o trauma! E se eu adoto um filhote, ele cresce muito e tem a necessidade de um espaço maior do que aquele que temos?
Se eu tivesse a possibilidade de morar em uma casa com espaço, quintal e tal, com certeza teríamos um amigo cão grandão, mas hoje, essa possibilidade não existe.
Até pensamos em adotar de alguém que conhecêssemos os pais, mas não tinha ninguém por perto nessas condições.

E por que preferimos comprar?

Para garantir que nosso cãozinho seria feliz e saudável na nossa casa, preferimos optar por uma raça pequena e com características de cãozinho de companhia para crianças e pequenos espaços.
Depois de muitas pesquisas veio a raça Lhasa Apso e foi justamente este que a dinda tinha como opção para dar a Fefê!

Unimos o útil ao agradável e bora preparar o terreno para receber a pequena Amora!
(Fernanda escolheu o nome desde que soube que ganharia sua amiguinha e não abriu mão dele nem sob suborno dessa mãe que vos fala).

Prometo que depois conto como está sendo a nossa adaptação com a baby dog, mas hoje quero compartilhar com vocês informações legais para quando se decide ter um Pet em casa!

Primeiro tem que existir a plena certeza de que o novo membro da família será muito amado, mesmo quando estiver doente ou velhinho!
Um animalzinho exige disposição dos donos, investimento e mais que isso, consciência!
Não adote um animal se ele for ficar em casa, sozinho a maior parte da vida, pense que ele também quer atenção e carinho.
Saiba que você vai ter que investir em ração, vacinas e mais algumas coisinhas, também.

Se existe a possibilidade de adoção, esta sem dúvida é a melhor opção!

Existem várias formas de uma adoção consciente acontecer, através de ONGs, ou Pet Shops que cuidam dos cãezinhos resgatados ou abandonados até que fiquem saudáveis para adoção.
Eu indico que você visite os seguintes sites:
http://www.adoteumfocinho.com.br/
http://www.adotacao.com.br/
Ou procure aí perto de você, feiras de adoção!

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo