A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Cuidados Gravidez Saúde

Grávida pode fazer tratamento de canal?

Grávida pode fazer tratamento de canal?
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Grávida pode fazer tratamento de canal?

Quando contei COMO DESCOBRIMOS A SEGUNDA GESTAÇÃO, falei que um consulta ao dentista me deu um “estalo” para fazer o teste e foi neste mesmo dia, que descobri ao mesmo tempo que estava grávida e que tinha um tratamento de canal pra fazer!

Imediatamente lembrei que existe um terror por trás das radiografias na gravidez e fiquei com medo! Ao questionar o dentista ele ainda alertou sobre a anestesia, aumentando minha insegurança. Mas a orientação dele foi questionar meu médico obstetra sobre os cuidados e verificar com o profissional que faria meu tratamento de canal (Endodontista) se ele seguia esses padrões e atenderia gestante.

Corri para a Ginecologista obstetra e ela me super tranquilizou explicando os seguintes pontos:

SIM! Grávida pode e deve fazer o tratamento de canal durante a gestação!

Tive uma super dificuldade para encontrar um endodontista (profissional que realiza o tratamento de canal) que atendesse gestante. Percebi que eles morrem de medo de nós! Mas quando encontrei, me encantei com ela, que me explicou tudinho, foi super atenciosa e me passou muita segurança!

Existe algum cuidado específico a ser tomado? Sim! Alguns!

O primeiro deles é em relação ao tempo de gestação

No primeiro trimestre não se indica o tratamento pois o feto está passando por um período onde qualquer substância pode afetá-lo, então é padrão evitar qualquer procedimento no comecinho da gestação. No último trimestre também não é indicado, visto que uma adrenalina maior pode incentivar as contrações, causando parto prematuro.

Dessa forma, indica-se que o tratamento de canal seja realizado durante o segundo trimestre da gestação. Um período onde a mãe tende a estar mais disposta e tudo estar mais tranquilo.

Contudo, cada caso é único e deve ser analisado pelo profissional da saúde responsável pelo tratamento (neste caso o ideal seria uma decisão em conjunto entre obstetra e dentista). 

O segundo cuidado são as radiografias, que devem ser tiradas com cuidados especiais.

Sabe-se que expor a gestante a radiação pode causar problemas ao feto, mas a radiografia odontológica tem uma área reduzida, onde a exposição a tal radiação é menor que nas radiografias normais, além disso, existe um colete de chumbo, criado especialmente para esses casos, que “isola” a barriga da grávida, limitando o acesso do raio X. Sendo assim, se esse recurso for utilizado o mínimo possível e com a devida atenção, não deixará nenhum risco evidente.

Outro cuidado é em relação a anestesia, que deve ser um tipo específico, sem vasoconstritores, porém alguns dentistas alegam que existem outras que também são seguras, mas aí já é assunto para seus médicos discutirem. Por aqui optamos pelo padrão: usar a anestesia sem vasoconstritores!

Essas anestesias são “mais fracas” que as utilizadas normalmente mas por aqui ela fez efeito super certinho. Não senti nenhuma dorzinha na hora do tratamento.

Mas e se precisar de medicação durante o tratamento?

Em alguns casos é necessário o uso de Antibióticos e Analgésicos, e aí deve-se levar em consideração que alguns não são indicados para gestantes. Eu não senti dor nenhuma no hora do tratamento, mas após o efeito da anestesia passar, o dente simplesmente latejava. Não conseguia comer e precisei usar analgésico. Já havia recebido a indicação de qual usar e apesar de ser mais fraco ele fez efeito e no dia segundo dia eu já estava quase sem dor nenhuma (apenas se mordesse algo mais duro o dente incomodava). 

Então não esqueça de ver qual será a medicação que poderá usar caso seja necessário.

Por fim, acho que o mais importante é que você esteja segura com as informações passadas pelo seu obstetra e que seu dentista também esteja preparado para atender gestantes. De resto, garanto que é melhor tratar do que sentir dor de dente.

 

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo