A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Bebês e Crianças Recém Nascido Saúde

Exames que o recém nascido deve fazer

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
Você sabe os exames que o recém nascido deve fazer ?
Quando um bebê nasce, ainda na maternidade (ou logo na primeira semana de vida) ele passa por alguns exames mega importantes!
Separei uma lista deles e explico para o que servem e como são realizados!

TESTE DO PEZINHO

Também conhecido como Triagem Neonatal, é obrigatório e realizado com uma amostra de sangue tirada por meio de um furinho no calcanhar do bebê ou de uma veia ao redor do local. A coleta deve ser feita 48 horas, após a primeira mamada. Essa picada acontece nessa região porque ela é rica em vasos sanguíneos, o que possibilita uma coleta rápida e praticamente indolor.
Com o exame, pode-se localizar hipotireoidismo, cujos sinais não aparecem rapidamente e causam retardo mental e de crescimento, e fenilcetonúria, que causa doenças mentais e só manifesta sintomas após seis meses. Mesmo não tendo cura, uma dieta correta evita seu desenvolvimento. Detecta-se também fibrose cística, causadora de desnutrição e dificuldades pulmonares, e anemia falciforme, uma alteração da hemoglobina capaz de gerar lesões em determinados órgãos, que podem ser diminuídas com tratamentos.
Existe uma versão chamada de teste do pezinho ampliado, porém, está disponível apenas na rede particular e é feita da mesma forma e pode detectar 30 tipos doenças.

TESTE DO OLHINHO

Também reconhecido como reflexo vermelho, é obrigatório após o nascimento do bebê. É feito por meio de um oftalmoscópio, aparelho que lança luz e dá origem a uma cor avermelhada e contínua nos olhos. É feito nas primeiras 12 horas de vida.
Com este exame o médico verifica a existência de tumores ou catarata congênita.

TIPAGEM SANGUINEA

Realizado 48 horas depois do nascimento, por meio de uma amostra de sangue retirada no teste do pezinho, mostra à identificação do tipo de sangue, se é A, B, AB ou O, assim como o fator Rh, que pode ser positivo ou negativo.
Este é um dos exames obrigatórios, ele é fundamental para informar se o neném terá algum problema de incompatibilidade sanguínea com a mãe. O resultado também será utilizado em casos de emergências médicas.

TESTE DA ORELHINHA

A triagem auditiva verifica se o bebê escuta perfeitamente. É feito com um equipamento de fone de ouvido acoplado a um computador. O exame é obrigatório e deve ser feito pelo menos dois dias após o nascimento. 

TESTE DO QUADRIL

Diagnostica problemas no quadril, como encurtamento do membro e osteartrose precoce, que destrói a cartilagem que reveste o osso.
O teste é feito ainda na maternidade, quando o pediatra movimenta as pernas e o quadril do bebê com técnicas da chamada Manobra Ortolani e caso perceba algum problema, solicita outros exames.
Este não é um exame obrigatório, mas deve ser solicitado. Deve ser feito pois a displasia do desenvolvimento dos quadris é uma das alterações ortopédicas mais comuns no recém-nascido. 

TESTE DO CORAÇÃOZINHO

O Teste do Coraçãozinho também conhecido como exame de oximetria de pulso, é realizado pelo SUS e tem cobertura pelos convênios e através do teste é possível identificar precocemente se o bebê tem alguma doença grave no coração e, em caso positivo, o paciente é submetido ao exame de ecocardiograma para confirmar o diagnóstico. O procedimento é simples, rápido e indolor: basta medir a oxigenação do sangue e os batimentos cardíacos do recém-nascido com o auxílio de um oxímetro – espécie de pulseirinha – instalado nos primeiros dias de vida no pulso e no pé.
Conforme dados da Sociedade Brasileira de Pediatria, cerca de 10 em cada mil nascidos podem apresentar alguma malformação congênita e, entre esses, dois podem ter cardiopatias graves e precisar de intervenção médica urgente.

TESTE DA LINGUINHA
Também é obrigatório e través desse exame poderá se detectar eventuais problemas de fala, como a “língua presa”.
O exame verifica se existe alteração no frênulo (conhecido como freio), que é a membrana que liga a parte inferior da língua ao assoalho (ou a base, como preferir) da boca. Caso seja detectada a “língua presa”, um pequeno corte na membrana é realizado.
O teste precisa ser realizado nas primeiras horas de vida do bebê, pois a má formação da membrana da língua pode prejudicar seriamente a amamentação e o desenvolvimento da fala. Além do fato de que quanto mais cedo corrigido mais fácil é a recuperação.

O teste é feito de forma simples e rápida Enquanto o bebê está mamando, o fonoaudiólogo ou outro profissional capacitado faz a avaliação anatômica e da força de sucção, além de análise dos batimentos cardíacos, da respiração e da saturação do oxigênio. O Teste da Linguinha não dói.

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo