Uncategorized

Diferença entre Iogurte, bebida Lactea, Leite Fermentado e Petit Suisse

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Muitas vezes na prateleira do supermercado existem produtos que visualmente são quase idênticos mas que na prática são totalmente diferentes!

Precisamos ficar atentos a isso e entender o que cada um é! Fazer a melhor escolha é fundamental para manter uma alimentação saudável!

Este é o caso do: Iogurte, Leite Fermentado, Petit Suisse, Sobremesa Lactea e Bebida Lactea. Vocês sabem a diferença entre eles?


Embora tenham embalagens muito parecidas e a composição também seja bem semelhante o Iogurte, a bebida Láctea, sobremesa Láctea, o Petit Suisse e o Leite fermentado são bem diferentes!
Vamos conhecer um pouco sobre cada um deles:


Petit Suisse
A maioria que consome este produto não sabe que na realidade ele é um tipo de queijo fresco, não maturado de origem francesa que parece um iogurte devido à embalagem e à consistência. Ele é produzido a partir da coagulação do leite através de bactérias, enzimas ou coalho e pode receber aromatizantes e corantes. 
Aqui no Brasil existe uma cultura muito grande de que o petit suisse é saudável para as crianças mas precisamos repensar esta informação pois, alguns têm menos da quantidade de minerais declarada e todos abusam na quantidade de açúcar e ao contrário do que anunciam, não tem a quantidade de vitaminas e ferro citadas como mostram várias pesquisas já realizadas.


Proteste sobre Petit Suisse: Açúcar demais, proteína de menos
Conforme apuramos em nosso teste, os petit suisse apresentam açúcar em excesso, o que é prejudicial à saúde das crianças, que acabam se acostumando ao paladar doce desde cedo. Se uma criança de 7 a 10 anos consumir um potinho, estará ingerindo 27% do limite diário máximo de açúcar de absorção rápida. Se tiver de 4 a 6 anos, 32%. Valor muito acima do ideal recomendado – no máximo, 10%.



Dica: esses produtos são voltados a crianças, mas, ainda assim, têm alto percentual de açúcar. Portanto, fique atento à quantidade que seu filho vem consumindo.   
Iogurte
O iogurte é sempre lembrado por sua funcionalidade de regulação intestinal porém o que as pesquisas mais recentes nos mostram é que há muitas outras vantagens no consumo diário desse alimento que é uma ótima fonte de proteínas, minerais e vitaminas, têm baixo teor calórico, menos lactose que o leite comum e o melhor: é uma delicia e pode ser utilizado de várias maneiras! 
O Iogurte é produzido a partir de bactérias cultivadas em meio ao leite.

Em breve aqui no Blog: Curiosidades e Motivos para consumir o Iogurte. Aguarde!

Bebida Láctea
É a mistura do leite com seu soro, na qual alguns fabricantes adicionam outros produtos ou substâncias alimentícias. Pode ser fermentada ou não (esta informação deve constar na embalagem de venda do produto). 

Dica
: tem menor valor nutritivo e é mais líquida (menos viscosa) em relação ao iogurte, já que não é feita apenas de leite.  

Tabela comparativa entre a Bebida Láctea e o Iogurte
O iogurte tem mais proteína do que a bebida láctea, porque, segundo a legislação, deve ter no mínimo 2,9g de proteína por 100g do produto, enquanto que a bebida láctea deve apresentar no mínimo 1g. Não vamos comparar a gordura, pois, nesse exemplo, o iogurte é feito de leite integral, e a bebida láctea é feita de leite desnatado. Por isso é importante ficar de olho nos ingredientes! Ponto para o iogurte que apresenta fibra alimentar! porém ponto para a bebida láctea que apresenta menos sódio.

Sobremesa láctea

É basicamente constituída por leite, amido, açúcar, ovos, polpas de frutas ou chocolate e geleificantes ou espessantes, que lhe provêm uma consistência quase  sólida, e outros aditivos. 

Dica:
 evite consumi-los com regularidade em função de suas altas quantidades de açúcar e gordura.

Leite Fermentado
Além da composição química – quantidade de gordura, proteína e etc. –, são as bactérias usadas na fermentação que definem a diferença deste produto para o iogurte. Nos iogurtes, são duas: Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus. Já os leites fermentados são produzidos por outros micro-organismos, como Lactobacillus casei e Bifidobacterium animalis. Os leites fermentados com bactérias probióticas, geralmente, trazem no rótulo o nome do micro-organismo usado na fermentação. 

Já vimos que o iogurte é a melhor opção entre as citadas acima. Então que tal uma receita dessa belezinha?

1 litro de leite integral – qualquer tipo, saquinho, longa vida, na temperatura de uma mamadeira de neném (disso as mamães entendem).
1 copo de iogurte integral natural 

Misturar os dois ingredientes e deixar fora da geladeira por 8 a 12h coberto com 1 pano de prato em local arejado – não cubra com filme plástico, nem com tampa, pois precisa ter oxigenação. Quando estiver na consistência desejada pode tampar e guardar na geladeira, o rendimento é de 1L e 200ml o custo é muito mais barato do que comprar no supermercado. 

E aí entenderam a diferença?

LEIA TAMBÉM: MOTIVOS PARA CONSUMIR IOGURTE CLICANDO AQUI>>> http://www.namiradamamae.com.br/2014/02/curiosidades-e-motivos-para-consumir.html

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo