A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Uncategorized

Vestido branco e dourado, ou azul e preto? Porque vemos diferente?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Genteeeeeeeeeeeee, quem não viu o tal vestido BRANCO E DOURADO? OU AZUL E PRETO?
É o #TopTrends do momento!
Dr. Edson Issamu Yokoo, neurologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo esclarece a polêmica sobre a cor do vestido que tem dividido opiniões na Internet.
Confira!

Você enxerga este vestido como azul e preto ou branco e dourado?

O neurologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Dr. Edson Issamu Yokoo, explica por que vemos cores diferentes no vestido abaixo, que dividiu a internet.

A polêmica começou com os convidados de um casamento e ganhou o mundo. O site BuzzFeed fez uma enquete e descobriu que aproximadamente 72% das pessoas enxergam na foto branco e dourado, e 28% juram que o vestido é preto e azul.

Dr. Edson esclarece que não existe jeito certo ou errado de visualizar as cores na foto, a diferença é apenas uma manifestação da variedade física humana.

“A condição da pupila e o modo como a retina recebe a luz interferem na formação da informação no cérebro. Como cada corpo é diferente do outro, também é diferente a forma como enxergamos o ambiente.”

O neurologista ainda afirma que, apesar de parecer que essa foto foi uma “pegadinha”, as pessoas enxergam cores diferentes o tempo todo, mas dificilmente comparam impressões com os amigos, e por isso essa diferença passa batida.

“No dia a dia, a variação de cores ocorre também dependendo da incidência da luz no objeto e da adaptação visual individual, fazendo o cérebro interpretar a informação de formas variadas, o que aumenta a diferença de percepção entre as pessoas.”

Se você viu uma cor, e todos os seus amigos viram outra, não se preocupe. Não é caso de procurar um médico. Dr. Edson garante que no caso dessa foto não existe certo ou errado, e que enxergar preto e azul ou branco e dourado não é indicação de daltonismo ou de qualquer problema de saúde.

Fonte: Dr. Edson Issamu Yokoo, neurologista na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo