A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Desabafos Variedades

Os filhos crescem rápido e nós perdemos tempo…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
Eu vejo o tempo voar, voar e escapar feito areia entre os meus dedos. Quanto mais eu aperto mais ele tenta fugir e se eu abrir a mão é aí que escapa de uma vez por todas.
O tempo voa e com ele leva o bebezinho que tinha outro dia no berço no quarto ao lado do meu, leva a infância e logo menos levará a adolescência e a juventude da minha filha, depois levará ela… afinal não é para o mundo que criamos nossos filhos?
 
Eu sei que não podemos segurá-los para sempre no colo, no nosso abraço apertado e cheio de proteção, mas também não acho que deixá-los soltos além do necessário é normal. Depois a saudade do que não deu tempo de viver vai doer e é aí que nós vamos perceber que podíamos ter perdido menos tempo, ter aproveitado mais.

As frases vão se tornando cada dia mais maduras, mais elaboradas e eu vejo que logo não vou precisar mais trocar fraldas, dar banho e a independência vai tomar conta desse serzinho que antes era tão dependente. 
Quantas vezes eu não reclamei de ter que trocar a fralda de cocô fedido pela terceira vez em um dia? Mas quantos momentos bons não tivemos enquanto eu limpava o bumbum fedido? Lembro-me como se fosse hoje dela segurando seus pezinhos pela primeira vez, ou ainda de quando sentia cócegas quando eu passava pomada. Nós riamos um riso tão puro.
Quantas vezes não sai batendo o pé pois era a quarta mamada em menos de uma hora, eu queria dormir, mas foram nessas mamadas exaustivas que nossos olhares se cruzavam e que eu vi o sorrisinho de canto de boca mais apaixonante de todos os tempos, eu me sentia uma super mulher, capaz de vencer o mundo só porque eu era capaz de parar qualquer choro seu.
Essas fases, por mais simples que sejam já passaram ou estão passando… e eu te garanto que a saudade já começou a fazer morada aqui no meu coração.
Vai passar o tempo do ballet, da natação, do judô e quantas aulas do seu filho você acompanhou? Você nunca mais verá ele aprendendo a dançar, talvez o busque na balada, onde ele dançará e nem vai querer que você o veja, mas aquele passo descompassado do ballet, esse você nunca mais terá a oportunidade de acompanhar.
A briga por tal brinquedo só vai parar de te irritar, quando você ver o brinquedo abandonado num canto e os dois presos aos fones de ouvido em um mundo paralelo? Você vai sentir saudade da gritaria da qual tantas vezes se queixou. 
 
Eu vejo mães e pais desesperados com o simples fato de que seus filhos de 2 ou 3 meses ainda não dorme a noite toda! Vejo mães que desmamam alegando que não conseguiam mais amamentar a cada hora. A cama compartilhada é um bicho de sete cabeças e cada vez mais eu vejo crianças sozinhas, esperando por um minuto de atenção, minutos esses que são seus por direito e que não deveriam ser escassos, deveriam sim vir em abundância seja durante o dia ou no meio da madrugada. 
Logo eles vão dormir a noite toda e depois vão dormir fora de casa. Logo o tempo vai ser controlado por eles e será que você será prioridade nesse tempo corrido entre uma aula da faculdade, o almoço com os amigos, o jantar com a namorada e outros tantos compromissos que eles terão?
Dói pensar que um dia eu posso querer o colo que não dei e por isso eu decidi dar, me doar, é exaustivo ser mais de outra pessoa do que minha, mas eu decidi me entregar e ainda assim eu sei que muitas vezes falhei e outras muitas falharei, pecando pela pressa, pela rotina que me consome, mas nada vale mais do que ter minha filha nos meus braços, ter o cheirinho dela me transbordando de amor, mesmo que isso me custe uma baita dor nas costas no dia seguinte.
 
Quando estivermos velhinhos será que não vamos querer alguém para jogar cartas e nos acompanhar em um café? Mas como vamos esperar isso de alguém para quem nós sempre estávamos com pressa, ocupados ou cansados de mais?
Uma hora o jogo inverte, os papéis se trocam… e aquilo que plantamos é exatamente o que colheremos.
Suas sementes hoje são de atenção, dedicação e amor?
Mais do que isso, sua paciência hoje é o suficiente?
Será que o tempo realmente está sendo valioso ou está simplesmente passando de pressa, escapando, correndo de nós?
 
Uma hora ele deixa de ser só seu filho e será também pai ou mãe do eu neto. 
Quando dizem que amamos o neto em dobro, a verdade é que damos a ele o carinho que deixamos de dar aos nossos filhos ocupados de mais com as responsabilidades, com a pressa ou com uma rotina que nos atropelou. Eles vão se orgulhar de nós, dos avós que seremos, mas seria bom que nos vendo avós eles se orgulhassem dos pais que um dia fomos.
 
O fato é que eles crescem sem pedir licença e nós não nos damos conta de que isso acontece todo dia, bem na frente dos nossos olhos!
Passamos mais tempo reclamando do trabalho que eles dão do que aproveitando o curto espaço de tempo em que eles são só nossos e de mais ninguém.
 
A casa poderia estar arrumada, sem brinquedos espalhados, sua rotina poderia ser certinha e sua cama ser só sua, mas sem eles seu coração estaria completo? 
O meu não!
 
Nós devíamos todas as noites ficar ali no silêncio ouvindo a respiração deles, enquanto eles crescem, refletirmos o que aquele dia que passou nos deu, o quanto a nossa presença foi boa e suficiente para eles. Será que demos todo o afeto que somos capazes de dar?
 
 

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo