Uncategorized

Cueiro! Você sabe para o que serve?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Quando engravidei a madrinha da Fernanda falava que tinha que ter cueiro e eu nem sabia para o que servia! Pra mim era um pano à toa que só ocuparia espaço, acabei não comprando e ela por insistência me deu um joguinho com dois. Nos primeiros dias usamos muito (depois a mocinha calorenta acabava reclamando de tudo e passou muito tempo sem usar manta, cueiro e afins) e hoje mudei de opinião, acredito que tem que incluir o tal CUEIRO no enxoval. 

Cueiro é uma mantinha de flanela e algodão. Mais gross que a fralda e mais fino que amanta, pode ser utilizado para cobrir lugares aonde o baby vai deitar, substitui o antigo vira-manta e claro pode seguir a sua função mais antiga que é o famoso charutinho.

Antigamente as mamães tinham o costume de enrolar os bebês como um “rolinho”. Com o uso do cueiro o bebê apesar de ficar todo enroladinho sente uma sensação de aconchego e regresso ao útero da mãe ficando mais confiante e consequentemente mais quietinho.
Vocês já ouviram falar da técnica dos 5S do Dr. Harvey Karp?
A tal técnica consiste em 5 passos para fazer o bebê parar de chorar e adivinha qual o primeiro passo?
Enrolar o bebê limitando o espaço dele ao menor possível. E é aí que entra o cueiro.


Atualmente ele tem perdido essa função, se tornando apenas uma manta para cobri-los e torná-los mais quentinhos mas eu ainda acredito que a função antiga é a melhor.
Ele também pode ser usado entre as mantas e o bebê evitando assim o risco de alergias já que seu tecido geralmente é algodão.

Enfim, hoje eu vejo mil utilidades para o tal pano e mega indico.
Existem vários modelos:

O Cueiro da Foto que ilusta o post é o Cueiro Swaddleme, da marca Summer, mega moderno.

E por aí? Usaram bastante?

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo