A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Uncategorized

Perdi minha filha! … e esse foi o pior minuto da minha vida!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Alegria de mãe é viver com o filho ao alcance dos olhos, não é mesmo?!
Mas e quando por alguns segundos você o perde? Isso aconteceu comigo e eu tive o pior minuto da minha vida!

Neste sábado participamos de um evento em um parque infantil e a Fernanda como todos sabem é mega agitada e não parou por um minutinho!
Ao final das apresentações e palestras eu fui até o palco preencher uma ficha, estava segurando-a pela mãozinha mas o papel que ela segurava caiu e eu a soltei para que pegasse enquanto eu continue preenchendo a ficha, 3 segundos depois, olhei pro lado e o papel estava lá mas minha filha não!

Imediatamente eu olhei ao meu redor, tinha certeza de que ela estaria ali, mas cadê? Nem sinal da pequena!
Acho que devo ter girado umas 5 vezes tentando avistá-la e nada! Todos conversavam, crianças brincavam mas minha filha não estava ali!
Devo ter chamado o nome dela umas 20 vezes nesses poucos segundos que para mim já estavam parecendo muitos minutos!
Eu avistei a porta que saía do auditório aonde estávamos e daria pro parque e saí correndo em direção a ela! 
Lembro de ter ouvido alguém me perguntar: – Geisa o que houve? Mas não olhei pra trás e nem sie quem foi!
Ao sair pela porta e ver aquele mundo de gente, muitas crianças, aquele barulho, meu coração que já estava na boca se apertou mais ainda!
Na minha cabeça vieram mil coisas ruins:
-E se ela sair pela porta? (Crianças não saem sozinhas do parque, mas eu nem pensei nisso!)
-E se alguém pegá-la?
-E se ela subir em algo e cair?

Olhei aquele espaço enorme e imediatamente me culpei:
– Porque eu soltei a mãozinha dela?

E lá estava ela, no meio da multidão me olhando, rodeada de crianças, brincando, sem perceber maldade, nem imaginar o meu desespero!
Quando a vi saí correndo em sua direção e ela ao me ver correndo, saiu correndo também! 
E se ela tivesse corrido antes que eu pudesse vê-la ali?

Quando a peguei, foi instintivo: Um abraço e um suspiro, como se eu tivesse recuperando o ar que perdi quando dei falta dela lá atrás!
Eu quetionei:
-Filha porque você saiu de lá? Você tem que ficar pertinho da mamãe!
E ela respondeu:
– Eu tava bincando mamain! Binando aqui no parque lindo!

Como criança é inocente né?
E como a gente vale tão pouco não é?! Em um minuto, uma vida de cuidados se vai, escapa pela mão da gente!

Outro dia no shopping comentei com algumas amigas que queria uma mochilinha daquelas que tem a guia para segurar a criança e imediatamente duas delas disseram que aquilo era horrível e que criança não é cachorro! 
Eu também pensava isso antes de ter um filho!
Eu também pensava que aquela guia era desnecessária e ridícula antes de perceber que uma criança é mais ágil que a gente e que um segundo é suficiente para que eles desapareçam para sempre!
Outro dia dia li o post da Mirella do Blog De mãe para Mamãe e em seguida o da Loreta do Bagagem de Mãe sobre as vezes em que perderam os pequenos no shopping e parei para refletir sobre o tema! 
Em minha cabeça isso passou a ser uma preocupação, afinal é mais comum do que pensamos!
Gente, ao contrário do que muitos por aí falam, isso não acontece com mães desnaturadas, não só! Acompanho as duas há tempos em minhas redes sociais e sei o quanto são apegadas, boas mães e atenciosas, então assim como hoje eu sei é um segundo, só um segundo que basta para que os pequenos possam sair do nosso campo de visão!
No post da Loreta ela diz que a tal mochila trava as crianças e eu concordo, no caso de crianças maiores isso pode ser desnecessário, mas com uma pequenininha de 2 anos como a minha não existe explicação, ela não entende que se sair de perto, pode ser perder, então hoje eu cogito a possibilidade de comprar uma mochila dessas para pequena e usar quando estivermos sozinhas em lugares públicos e movimentados!
E você o que pensa sobre isso?

Por fim, acabou tudo bem e eu agarradinha com ela em um dia que tinha tudo para ser ca´tico e acabou sendo muito bom, mas fica o pensamento: E se… ?
E se ela não estivesse mais aqui?

Acho que nada vale mais do que a segurança dos nossos pequenos (e a nossa também)!

Termino o meu desabafo de hoje confirmando mais uma vez que ser mãe mudou muita coisa por aqui e que eu aprendo muito mais do que ensino!

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo