A MinhaLigthbox é um produto feito com exclusividade que vai deixar seu ambiente ainda mais perfeito!!
Uncategorized

Natação para bebês

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×


Desde pequenino podemos incluir hábitos saudáveis na vida dos nossos pequenos, um deles é a pratica de esportes, que pode começar logo cedo com a natação.

A natação para bebês já é bastante conhecida por todos os benefícios que ela oferece.
A atividade favorece a coordenação motora, estimula o sistema cardiovascular, aumenta a capacidade pulmonar e reforça o sistema imunológico.

Quando começar?
Aqui no Brasil, recomenda-se com base em informações da Sociedade Brasileira de Pediatria que as crianças comecem a praticar natação a partir dos 6 meses pois nesta idade o conduto auditivo que até então era reto, forma uma curvatura, dificultando a entrada da água e reduzindo as chances de infecção. Além disso, o bebê também já estará com maior imunidade.

Quais os cuidados tomar para que seja proveitoso?
Os benefícios são maiores que as desvantagens e os pais devem observar a higiene da piscina e da água e a temperatura que é mantida no ambiente.
O ideal é que todos antes de entrar na piscina tomem uma ducha e que os bebês usem fralda própria para piscina. Dê preferência a uma piscina sem cloro, tratada com ozônio ou salinizada. O cloro pode irritar os olhos e a pele do bebê.
No caso da salinizada, por exemplo, a água da piscina é previamente salgada, depois, ela passa por um processo de eletrólise, produzindo hipoclorito de sódio (um cloro ativo natural que desinfeta e destrói bactérias, algas e microorganismos sem provocar efeitos colaterais). Já a ozonizada se baseia num sistema elétrico que purifica a água transformando o oxigênio do ar em ozônio, que, por sua vez, age oxidando as impurezas. O ozônio é quase 3.000 vezes mais potente que o cloro.
Se a piscina for higienizada com cloro certifique-se de que é utilizado o mínimo de cloro possível na água e não deixe seu filho ficar mais de 30 minutos. 
Em relação à temperatura do local e da piscina. Veja se não há corrente de vento e procure sempre usar um roupão para evitar um possível choque térmico, principalmente nos dias mais frios.

Tomando todos os cuidados o hábito do exercício físico será introduzido na vida do seu filho desde cedo.

Estimulo dos pais
A coragem para entrar na água depende do esforço dos pais, que precisam estar próximos e dando apoio. Os pais acompanham os bebês dentro da água e devem passar segurança á eles em todos os exercícios. Além de tudo, este momento fortifica o vínculo entre a criança e quem a acompanha.

A natação fortalece o aparelho respiratório de quem a pratica. É comum, por exemplos, crianças com bronquite apresentarem uma melhora no problema depois do início da prática.

Não deixe de curtir cada momento e registrar tudo que seu peixinho aprende!

Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Voltar ao topo