Uncategorized

Poltrona de amamentação – Vale a pena?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Vai decorar o quarto do bebê e não sabe se vale a pena investir na famosa poltrona de amamentação.

Ela é linda, ajuda mas também tem seus pontos negativos!

Vem comigo que eu te explico e te conto como foi por aqui!


Aqui compramos a tradicional poltrona de amamentação, branquinha, de balanço, a cara do quarto de bebê!
Usei bastante! Era uma delicia e mega confortável amamentar nela!
Até dormir ali era gostoso!

Mas depois a Fernanda cresceu, começou a querer mamar em qualquer canto da casa e puft a poltrona que era mega funcional acabou sendo esquecida e virando objeto de decoração!

Ai a Fernanda foi trocando os brinquedos, e começamos a precisar de espaço… e aquele objeto de decoração passou a ser inconveniente e tomar o espaço que daria pra outras coisas!

Ahhhh vamos usar em outro local, mas aquele branco leite não combinava com nada e foi ai que a tal poltrona foi vendida!

 Ué Geisa, mas afinal vale a pena investir?
Sim, vale a pena, ela evita a má postura e embala o baby! Mas eu não investiria em uma branquinha assim não!
Eu compraria uma poltrona que depois pudesse ser utilizada em outro comodo da casa e que não tivesse cara de quarto de nenem!

Existe? Existe sim e dá até pra mandar colocar o tecido que você achar melhor!
Olha essas:

Lindas né?
E se por fim não rola a poltrona, eu mega indico, pois, sei muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito a almofada de amamentação.
Ela serviu tanto para amamentar quanto para apoiar a Fernanda enquanto dormia!
Assim ó:

Além de útil ela não custa caro!

E aí, vocês usaram a poltrona? E a almofada? Conta pra gente!


Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo