Uncategorized

Doenças de pele: Psoríase na infância

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
(foto DAQUI)
É muito difícil saber que seu filho pequeno tem uma doença, ainda mais uma que seja perceptível aos olhos das outras crianças. Você conhece a Psoriase? Sabia que ela também acontece na infância?

Saiba mais sobre a Psoríase agora!
A psoríase é uma doença genética que não é contagiosa e afeta muitas crianças (15% dos casos relatados surgiram nessa fase). As características da doença na infância são: lesões nos cotovelos, joelhos e couro cabeludo; e ainda pequenas placas vermelhas que cobrem partes do corpo. Esses sintomas acabam chamando muita atenção, pois se destacam muito na pele delicada das crianças.
Quando se trata de doenças de pele, muitas pessoas mal informadas não têm tato e acabam fazendo comentários maldosos, afetando também o psicológico de nossos filhos, esse é o caso de crianças que possuem psoríase.
O apoio dos pais é fundamental durante o tratamento da psoríase, pois o psicológico da criança é muito afetado. Os pais devem procurar ajuda médica, tanto para o tratamento da doença, que não tem cura, apenas controle, como, se possível, para auxílio psicológico. 
É necessário também tomar extremo cuidado para não constranger a criança e ensiná-la que ela é igual a todas as outras e que deve ignorar comentários maldosos. Além disso, a criança deve ter uma vida regrada, praticar esportes, tomar sol regularmente, ter uma alimentação saudável e passar os cremes normalmente a base de uréia que são prescritos por médicos dermatologistas, com prescrição médica, na hora certa.

Para finalizar, não faça um grande alarde sobre a doença, dessa maneira a criança não vai se assustar tanto e vai aprender a lidar com a psoríase de forma mais tranquila, ao mesmo tempo, ela deve aprender que não é diferente.

Post colaborativo por: Wsi Consultoria 


Sobre o Autor

Geisa Simonini

Uma escorpiana geniosa, brava e determinada. Estudei Administração e Marketing e sempre atuei na área comercial e de eventos. Tenho uma cabecinha cheia de idéias e adoro trabalhar com pessoas, afinal para mim, tudo que a vazio de pessoas não faz muito sentido. Sou doidinha por redes sociais e ligada 24 horas por dia, sabe aquela pessoa que não pára? Essa sou eu!
Mas se for para me resumir mesmo: Sou a mãe da Fernanda (e da Camille que ainda está no forninho) e da função de mãe nasceu esse blog onde compartilho com vocês nossas histórias, dia-a-dia e aprendizados

Publicidade

Parceiros

Siga-nos no Instagram

Voltar ao topo